terça-feira, 12 de abril de 2016

Eu & cª

Quem olha nem dá por ela, a idade.
A verdade  dos outonos é outra,
bem diferente do que parece aos olhos de quem vê,
sem ser preocupante
para quem olha
(quero dizer: a imagem é colorida...)
e para quem passeia outonos como se  de primaveras se tratasse
(quero dizer: com um "brilhozinho nos olhos"...).
São os outonos que  transformam frequências  audíveis em silêncios,
alteram as dioptrias das "cangalhas",
e fazem de uma pena  de pavão carrego de toneladas.
Como esta "sociedade" tem parceiros
na ordem dos milhões,
de ambos os sexos,
resta o "brilhozinho nos olhos".