terça-feira, 24 de maio de 2016

"Cor de burro quando foge"

Há dias em que me dá uma coisa meio chata por implicar trabalhos também chatos.Uma coisa chata, por exemplo, é ter de engraxar um par de  sapatos, o que é normalíssimo, mas quando me dá uma coisa chata no plural, como hoje, coloco vários pares (de sapatos)  em cima do balcão da churrasqueira, no quintal e pronto - lá vai graxa! Primeiro os (sapatos) pretos, depois os (sapatos) castanhos...Desta vez, tinha cinco pares (de sapatos): dois pretos e três castanhos - a cor que mais gosto (nos sapatos). A coisa chata no plural ia  em velocidade cruzeiro - e os (sapatos) pretos ficaram luzidios  num "abrir e fechar de olhos" Continuei na cor. Eis  senão quando, mais atento ao trabalho chato, dou conta que já ia no terceiro par de sapatos... que eram castanhos - ficaram pretos, ou meio pretos acastanhados, ou "cor de burro quando foge". Pronto.