terça-feira, 10 de maio de 2016

Delicodoces e crocodilianas






Num sonho fiz de morto
e deixei-me ficar assim, morto,
esperando pelas palavras
delicodoces
e  lágrimas
crocodilianas.
Acordei nos entrementes  do sonho
sem o  merecimento de palavras
delicodoces
e lágrimas
crocodilianas
devidas a quem falece
sem ser num sonho