terça-feira, 7 de março de 2017

"Que nunca mais pare quieto"


Por "defeito" vi a final do Festival da Canção da RTP e ainda bem - fiquei a conhecer o Salvador Sobral, o vencedor,  e fiquei fã. 
Depois, fui saber mais sobre  esta personalidade  que, goste-se ou não da canção "Amar Pelos Dois", do estilo e da voz do intérprete, fica na  história  dos festivais como "espécie rara" da simplicidade.Tiro o meu chapéu ao Salvador, como já inha feito à irmã Luisa...
Li no "Público" - com a devida vénia, faço das palavras coisa minha:
"Salvador Sobral é esse artista desde que o ouvi cantar pela primeira vez. Fez-me logo lembrar, pela sensibilidade e pela abertura musical, o jovem Frank Sinatra quando tinha a mesma idade.
Não é preciso acesso às gravações: basta vê-lo no YouTube em qualquer fase da carreira dele. Acompanhamo-la a apanhar as músicas e a torná-las dele e de quem as ouve. É maravilhoso ver como ele se surpreende com o próprio talento, deixando--se enlevar e levando-nos com ele.
Viva Salvador Sobral! Que nunca mais pare quieto".